• Adriana Rielo

Organização e TOC




Muito se confunde SER ORGANIZADO com TER TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo).


O tema é complexo e pode gerar desconforto, mas minha intenção aqui é tentar esclarecer um pouco essa diferença.


A doença TOC é muito séria, com origem em distúrbios de ansiedade, medo, mal-estar e que logo identificada deve ser tratada por especialistas como terapeutas, psicólogos e/ou psiquiatras. Um exemplo muito comum é a pessoa sair de casa e voltar 10, 15 vezes para ver se fechou a porta corretamente com medo de deixá-la aberta e algo acontecer.


O SER ORGANIZADO significa apenas que a organização auxilia o dia a dia da pessoa para que ela se concentre, mantenha o foco e seja mais produtiva, inclusive com tudo no seu devido lugar. Lembrando que quando falamos em organização, não falamos somente sobre organizar coisas, mas também sobre termos um planejamento diário para podermos ter um estilo de vida mais equilibrado e saudável.


Agora muitos podem perguntar: “Mas a organização pode virar TOC?”. Pode desde que extrapole o limite do que é considerado normal, cause sofrimento por alterar a rotina, o equilíbrio e o convívio com outras pessoas.


Considerando o exemplo acima, a pessoa que volta tantas vezes para ter certeza que a porta está realmente trancada, pode com isso perder tempo e se atrasar para algum compromisso planejado e agendado. Ao passo que aquela que se organiza, pode sim voltar para verificar a porta, mas ela fará isso somente uma vez e não deixará que essa atitude atrapalhe o seu dia. Aqui enfatizamos não somente a questão do tempo, mas a consequência emocional da ação.


Portanto, é fundamental que façamos tudo com consciência e equilíbrio, de uma forma saudável, e que trará benefícios para nossa vida.


Adriana Rielo

Organização Prática Criativa


6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo